Tua poesia
é o cordel virado
misturado
 sapecado,
feito frevo
 maracatú,
 faz dançar, embolar,
vem rolar sem rimar.

Comentários

Postagens mais visitadas