A lua nadando
no último gole de chá,
no fundo da xícara,
me mostra o finito
da noite, do mundo,
bem quando bebo a poesia.


Comentários

Postagens mais visitadas