A estética do frio...
Vitor sabia
que este lado gelado dos trópicos
traz este prazer de chorar
sozinho com a cuia na mão.

Olhar o branco do lado de fora
pensar em Neruda ouvir Nei Lisboa,
sonhar com primaveras de sol e flores,
ter saudades do calor tórrido
sentir falta dos suores vapores
decotes ombros e pele a mostra.

O amor em mim hoje
tem um frio insuspeito de inverno
do ser que amadurece.

Comentários

  1. muito lindo seu texto...cativante nas palavras...
    Bjsssssssssssssssssssssss

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas