Entre nuvens e novelinhos
em véus de seda
adentro o céu
e vou de encontro aos teus carinhos.
Em tua boca enfeitiçada e louca
despejo verbos e universos.

Assim seguimos rumos:
de dia, lambuzando o mundo
nas cores dos nossos burburinhos.
À noite, deixando rastros insanos
e roupas pelos caminhos.
Américo Flávio

Comentários

Postagens mais visitadas