poeminha sem parada p respirar

"eu quero esse homem de barba
de olhar profundo voz de veludo
que diga poesia que adore dançar
que olhe com ternura p crianças cachorros e gatos
que apareça sujo as vezes com ar de moleque
que desapareça p eu ter saudades
que me abrace antes de sair
que me abrace quando chegar
que diga que é feliz porque eu existo
que ouça eu dizer o mesmo..."

Leila

Comentários

Postagens mais visitadas