ouvia um jazz quando morreu
descia as notas
despindo a roupa
tirando o sapato
não abriu a janela
nem trancou a porta
pensava no que não veria
chorava pelo que tanto viu.
O jazz e não os comprimidos
sem flores manchadas de sangue,
notas leves e longas
um jazz pelo amor
que morreu de dor.



Comentários

  1. Parabéns prá você!!!
    Hoje dia 25 de julho é um dia dedicado a homenagear o escritor brasileiro, aquele que elabora artigos científicos, pautados em verdades comprovadas, ou textos literários, divididos em vários gêneros.
    Obg por caminhar junto comigo nas letras...
    Bjsssssssssssssss

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas