Toda noite é blues
toda madrugada é limpa,
nas ruas vazias de gente
uma lua brinca,
se espalha e deita
sobre os olhos, 
de quem come estrelas.


Comentários

  1. Parabéns Leila Silveira. Voce consegue tornar visível algo abstrato, em realidades quase palpáveis (me vi numa refeição farta!).
    ♪ARPA♪

    ResponderExcluir
  2. A noite açoite
    Lambe a rua
    Cheia de vida
    A brisa ardida
    Refresca a alma

    Nada se cala...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O segredo: Vimos das estrelas.
      ♪ARPA♪

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas