Me declaro agora fiel depositária
dos teus sonhos e segredos.
Os sonhos estão pregados no teto,
para não serem esquecidos,
segredos precisam de um tanto de pó
e portas fechadas.
Sonhos, mesmo solitários,
necessitam de vento e sol para manter
aceso seu motivo de ser.
Os segredos pedem calma 
uma xícara de chá bem quente
as cortinas cerradas.
Sonhos são brotos.
Segredos, baú e arcas pesadas.
Brisa e ferrolhos.
Velhas chaves se assustam 
com a claridade.


Comentários

Postagens mais visitadas