Corre fogo entre o coração
e a razão,
a ventania sopra dos  lábios
desalinhadas formas
cruzam meu viver,
temporais  em dia de sol
raios em noite de luar,
se arrisca
corre o risco
por conta e tino,
andar no olho do furacão
é beijar pétalas
deitando em espinhos.

Sobreviverá se souber 
viver do néctar, alucinar em marés
sem previsão...

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas