E se a alegria se espalhasse?
E o vento levasse sonhos,
os pés dançassem e as bocas
perdidamente beijassem?
Quebrada a constância dos dias,
os olhos beijariam, as almas dançariam,
 bocas sonharíam
e o vento abraçaria.

Comentários

Postagens mais visitadas