Sou eu o reflexo ardente
os botōes abertos
a boca suja
o sino que toca.

Comentários

Postagens mais visitadas