Era uma peça de seda
branca acetinada
própria para as damas,
levada com cuidados
nos braços da modista.
.
Ao passar pelo portão
enganchou na argola
do avental do jardineiro.
.
O algodão,
cheio de traços fortes
do tempo, de terra
de pequenas marcas
de raízes, brotos e flores.
.
Toda vida que ela desejava
estava ali do lado de fora
dos salões da corte.
.
A rudeza encantadora
do algodão
consumindo a delicadeza
da seda
num só toque.
.
Nem a modista
nem o jardineiro
conseguiram separar.
.
Ou cortavam o algodão
Ou desfiavam toda seda...

Comentários

Postagens mais visitadas