a mão suave perto da outra mão
grande,
o olhar preso no fundo
de outro olhar,
a boca quer mas não
pode.
estar perto é faísca
não encostar, embriaga as vontades
limita o corpo...
expande o Ser.

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas