Longe,
  paninhos e o som de uma gaitinha de boca,
mescla do blues e da despedida.
Sem volta, acordes e rendas,
pelo ar... na estrada.

Comentários

  1. Na estrada...
    Há galopes
    Só não há garupas.
    É certo, há garoas,
    Mas, ainda bem,
    Tem um céu na boca
    Acorda o dia
    Nos acordes blues
    Azuis, carmins,
    Serafins, até os confins
    Destravam os montes.

    Na estrada, de belo,
    Só o vasto horizonte...





    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas