Aberto o envelope saem todas,
palavras mal passadas,
cheirando tinteiro,
ultrapassadas.
Letras pingadas
respingam sentimentos
sem sentido.
Papel timbrado da voz amada,
fechada na carta,
grita, protesta pelo direito
de ser ouvida, lida, recebida.
Benzida poesia lacrada,
tecida em papel pele,
enfeitada de nervos e suor,
foi reciclada.
Hoje é postagem do dia.
Mensagem curta do poeta morto.

Comentários

Postagens mais visitadas