Sendo onda me lava de si,
como mar me afoga e agita
tem marés e calmarias,
de mar em mar
meu oceano nasceu aqui.
Atrai distrai esvai
um santo benzido de sal,
maldito abençoado 
na espuma nas brumas.
Meus horizontes entram 
balançam e descortinam sob os cílios
longas franjas de olhar,
Tantos jeitos de amar.
Amar esparramar amar
encantar
diz teu mar em mim...

Comentários

Postagens mais visitadas