E a estrela num fiozinho de sonho

brincava de saltar tres marias,

sem medo do buraco negro.

Se cair, vira lágrima de menina

ou, poesia na boca da doidinha...



Comentários

  1. Um lúdico imaginário. Gosto muito disso, de brincar nos seus poemas.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas