Oh lua, tal qual poesia, distante e fria
abre-te em mil rimas e muitas sinas,
vem neste embate,
se encontre, me rebate.
Mulher de fina flor da cor das névoas,
presente, enfeite no escuro da noite,
um luzeiro, teu olhar acende o meu,
que acende o mundo inteiro.

Comentários

Postagens mais visitadas