Roubei uma frase para fazer nascer a poesia


“um marujo perdendo o medo do mar”

Nem Pessoa nem Drumonnd
um simples marujo.
Imagino de longas viagens.

Soberbas paisagens no olhar
Cheiros de muitas terras
Saudades d’além mar.

Lá atrás na distancia
um lencinho
Uma renda uma prenda
Uma alcova um amor.

Mais adiante um porto
Seguro tranquilo
Nenhum mar revolto.

A casa do marujo
Não pode ser a terra
Com certeza é o céu.

Porque mares
Conhece todos
Ate perdeu o medo.

No horizonte
A miragem do novo
Desafio
Viver.

Comentários

  1. lindo lindo lindo...vc eh abençoada por Deus tem um dom magnifico,parabens e vc sabe q te adoro!!!um beijão

    ResponderExcluir
  2. Maravilha!!!! Obrigado por sua visita. Adorei o blog.
    Novidades: Estou lançando o meu livro de poesias: Poeta Marulho.
    Se ficar interessada, manda um e-mail para douglasfagundes@bol.com.br

    ResponderExcluir
  3. Os seus eus interagindo com os meus eus, com os nossos eus neste mundo misterioso.
    Eunísia

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas