este corpo sem pele
que se revela pela poesia,
estranha e se surpreende
com seguidores tantos,
devo dividir meus reflexos
neste espelho,
escancarar uma vida
seja pela poesia
pela dança ou pelo teatro
é sempre um risco,
que eu gosto de assumir.

Comentários

  1. Leila, corpo sem pele. Vítima de Anibal Lecter. Cuidado com o cérebro, eis sua preferência.

    ResponderExcluir
  2. Releve e não revele, se não te serve. A não ser o ser q te leve, bem leve. Estica e puxa. Repuxa. Prossegue... A turma da xuxa sempre quer ter seu valor. Ilá, ilá, ilê...

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas