Sem véu ou grinalda,
pelo corredor da nave
leva o arco íris
numa almofadinha,
nada de marcha nupcial,
são os tambores que anunciam,
malabares nos ares,
sobe e desce o pano,
inicia o Grande Espetáculo.

Comentários

  1. Em um show contínuo, de sessões contínuas, uma vida sem par...

    ResponderExcluir
  2. a par e passo...
    Passos e abraços
    De cá para lá
    Doze luas cheias
    Doces e bárbaros
    Danças sem parar...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. só dançando redescobre o ritmo
      compassadas voltas nos braços
      que enlaçam.

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas